quarta-feira, novembro 02, 2011

Pensalamentos Emprestados #5


"Em Portugal não há (toda a gente sabe) corrupção nem desonestidade. (...) E tanto que o Governo acaba de extinguir, por decreto, a Alta Autoridade contra a Corrupção."


(Manuel António Pina, "O método português", 9-9-1992)


Em 1992, o Governo acabou por dar uma Via Verde para o saque do Estado por parte dos espertalhões que hoje vivem com reformas milionárias e com mais valias adquiridas enquanto cometiam esse mesmo saque. Manuel António Pina, na crónica intitulada: "O método português", dava conta disso. Ao que parece o Jardim, cheio de encantos na Madeira, já era um autêntico pirata das contas públicas e tinha uma Assembleia Regional que o acompanhava. Daí que estava em vias de haver uma condenação. Mas do continente o novel Governo, empossado a 31 de Outubro do ano transacto, decide resolver os problemas de corrupção do país e tudo termina como ainda hoje são resolvidos os problemas da Madeira. Não sabem como? O senhor Governador diz: "O Tribunal de Contas agora vai ter que meter a viola no saco!"
Crónica de Manuel António Pina a reler hoje quando o tema da corrupção de anteriores governantes deste país pode vir a ter direito a uma nova e necessária amnistia governamental!


Enviar um comentário