Mostrar mensagens com a etiqueta GAM. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta GAM. Mostrar todas as mensagens

terça-feira, novembro 24, 2015

Dia 29 de Novembro "O Bem e o Mal" está em Gouveia





O Teatro do Imaginário (Grupo de Amigos do Manigoto) vai apresentar a peça "O Bem e o Mal", a minha adaptação para teatro do romance homónimo de Camilo Castelo Branco, no próximo Domingo (dia 29), pelas 21h30, no Auditório do Escola Velha, em Gouveia.

Venham ver!



(Download da informação AQUI)



O Bem e o Mal

de Camilo Castelo Branco



Teatro do Imaginário



A nova peça do Teatro do Imaginário, a adaptação por Daniel António Neto Rocha do romance de Camilo Castelo Branco “O Bem e o Mal”, pretende celebrar em 2015 os 190 anos do nascimento deste grande nome das letras portuguesas.

A peça “O Bem e o Mal” surgiu do desafio que o Município de Pinhel fez a este grupo de teatro do seu concelho, após a inauguração do monumento que este município dedicou ao grande autor português por ocasião das celebrações dos 150 anos deste romance dedicado a Pinhel e às suas gentes. O Grupo de Amigos do Manigoto e o Município de Pinhel associaram-se então numa produção conjunta que irá agora percorrer o país.

A estreia aconteceu no dia 6 de Dezembro no Cine-Teatro São Luís, em Pinhel, tendo havido outra representação no dia 7 de Dezembro no mesmo local. Ambas com lotação esgotada.

Um reportagem televisiva da estreia pode ser vista na seguinte ligação: http://videos.sapo.pt/EcBIrolz6sKPKFF7vp1Z

 
Sinopse

“O Bem e o Mal” é uma história de encontros nas terras fidalgas de Pinhel no século XIX. Inicialmente, no centro da acção está Ladislau Tibério Militão, descendente directo de um ramo de santidade e de dedicação à Igreja, que encontrará a sua vocação nos olhos de Peregrina. Este encontro desenrolará, então, um conjunto de conflitos geracionais com um final inesperado. (duração aproximada - 1 hora)   





Ficha Técnica
Adaptação dramatúrgica e encenação: Daniel António Neto Rocha  /  Interpretação: Fernanda Fernandes, Daniel Ferreira, Raquel Castelo, José Ferreira, Ana Mesquita, Sofia Paulino, Diogo Paulino, Diogo Cerdeira, Bernardo Cerdeira, Maria Luísa Mesquita, Maria Gonçalves e Daniel Rocha  /  Desenho de luz e luminotecnia: António Freixo  /  Operação de som: Roberto Gama  /  Figurinos: Fátima Ferreira  /  Vídeo: Nuno Martins  /  Crianças no vídeo: Matilde Marques e Eduardo Silva  /  Fotografia: Arménio Bernardo  /  Co-produção: Município de Pinhel e Grupo de Amigos do Manigoto


 
Condições de Contratação e mais Informações

Contactar

José Martins Ferreira - teatrodoimaginario@gmail.com

quarta-feira, janeiro 14, 2015

"O Bem e o Mal": informações e contactos para apresentações

(Download da informação AQUI)



O Bem e o Mal

de Camilo Castelo Branco



Teatro do Imaginário



A nova peça do Teatro do Imaginário, a adaptação por Daniel António Neto Rocha do romance de Camilo Castelo Branco “O Bem e o Mal”, pretende celebrar em 2015 os 190 anos do nascimento deste grande nome das letras portuguesas.

A peça “O Bem e o Mal” surgiu do desafio que o Município de Pinhel fez a este grupo de teatro do seu concelho, após a inauguração do monumento que este município dedicou ao grande autor português por ocasião das celebrações dos 150 anos deste romance dedicado a Pinhel e às suas gentes. O Grupo de Amigos do Manigoto e o Município de Pinhel associaram-se então numa produção conjunta que irá agora percorrer o país.
A estreia aconteceu no dia 6 de Dezembro no Cine-Teatro São Luís, em Pinhel, tendo havido outra representação no dia 7 de Dezembro no mesmo local. Ambas com lotação esgotada.
Um reportagem televisiva da estreia pode ser vista na seguinte ligação: http://videos.sapo.pt/EcBIrolz6sKPKFF7vp1Z

 

Sinopse

“O Bem e o Mal” é uma história de encontros nas terras fidalgas de Pinhel no século XIX. Inicialmente, no centro da acção está Ladislau Tibério Militão, descendente directo de um ramo de santidade e de dedicação à Igreja, que encontrará a sua vocação nos olhos de Peregrina. Este encontro desenrolará, então, um conjunto de conflitos geracionais com um final inesperado. (duração aproximada - 1 hora)   



Ficha Técnica
Adaptação dramatúrgica e encenação: Daniel António Neto Rocha  /  Interpretação: Fernanda Fernandes, Daniel Ferreira, Raquel Castelo, José Ferreira, Ana Mesquita, Sofia Paulino, Diogo Paulino, Diogo Cerdeira, Bernardo Cerdeira, Maria Luísa Mesquita, Maria Gonçalves e Daniel Rocha  /  Desenho de luz e luminotecnia: António Freixo  /  Operação de som: Roberto Gama  /  Figurinos: Fátima Ferreira  /  Vídeo: Nuno Martins  /  Crianças no vídeo: Matilde Marques e Eduardo Silva  /  Fotografia: Arménio Bernardo  /  Co-produção: Município de Pinhel e Grupo de Amigos do Manigoto


 
Condições de Contratação e mais Informações

Contactar

José Martins Ferreira - teatrodoimaginario@gmail.com

segunda-feira, dezembro 08, 2014

"O Bem e o Mal": pronto para correr mundo



Um grande momento de Teatro, na minha modesta opinião, e um espectáculo que merece ser visto por muita gente. Não dizendo ainda tudo aquilo que sinto, convém referir que o trabalho árduo, mas responsável e profissional, faz bons frutos e pessoas alegres. E são os sorrisos, as lágrimas e o sentimento de dever cumprido que fazem com que todo o esforço e dedicação que tivemos e ainda iremos manter valha a pena. Da minha parte, estão todos de parabéns!
Agora, esperemos pelos convites e por mais representações por esse mundo fora, pois toda a gente merece ver um trabalho bem feito!

Foto do Município de Pinhel

segunda-feira, outubro 13, 2014

quarta-feira, outubro 01, 2014

"O Bem e o Mal" em teatro: brevemente


O Grupo de Amigos do Manigoto (GAM), com o seu Teatro do Imaginário, vai em breve dar mais dados sobre a estreia de um novo projecto teatral: "O Bem e o Mal". Este texto teatral resulta de uma adaptação que fiz do romance homónimo de Camilo Castelo Branco, utilizando para isso a base da história e mantendo algum do texto de Camilo, mas (pecado?) construindo diálogos novos. Posso dizer que me apropriei das personagens e as usei num diálogo a duas penas entre mim e o reconhecidíssimo autor do "Amor de Perdição". Agora vem a encenação e toda a envolvente, que já está em fase de acabamento, para que no dia da estreia a herança de Camilo seja bem acolhida.
Da minha parte, tudo farei para que tal aconteça. Até porque, dizem alguns, tenho a mania de ser um bocadinho chatinho quando se trata de conseguir uma aproximação à perfeição!
Da parte desta malta que se encontra acima e dos outros que agora darão o primeiro passo nesta peça, sei também que vão ser incansáveis para vos surpreender.
E, para já, é isto... a caminho d' "O Bem e o Mal"!

segunda-feira, junho 23, 2014

Sábado, o "Teatro do Imaginário" no Juízo




Fim da Visita com todo o elenco de actores - Foto do Município de Pinhel


As Casas do Juízo - Turismo de Aldeia, um espaço belíssimo e com responsáveis de mente aberta e inovadora, quiseram pautar-se pela diferença e pela originalidade na promoção da aldeia e conseguiram-no. Obrigaram-nos, porém, a uma corrida desenfreada contra o tempo de forma a que tudo fosse perfeito. E esteve muito perto dessa perfeição (que nunca se atinge). 
No Sábado, foi um gosto imenso poder estar em "palco" com onze amigos, entre actores e músico, que trabalharam bem, se divertiram e que divertiram as largas dezenas de pessoas que encheram (e dificultaram, Ufa!) as ruas para esta encenação bem diferente. Foram quase duas semanas de um trabalho intensivo e só possível com o empenho profissional de todos.
O Teatro do Imaginário, do Grupo de Amigos do Manigoto (GAM), está, pois, de parabéns pela excelente resposta que deu, provando que "outros" voos são possíveis.

Para mim, foi um prazer imenso trabalhar com gente empenhada e que, perante a exigência máxima, esteve sempre disponível com o sorriso nos lábios. Assim é bom trabalhar e correr mundo! 

Pena só a ausência do meu filhote (o meu companheiro de ensaios em casa) devido a doença, obrigando (claro está!) a minha esposa - que também acompanhou (quantas vezes forçada) a minha ladainha - a não poder estar presente. Mas estiveram ali comigo em pensamento, ajudando-me a "ganhar as Alvíssaras"!


Visita Encenada ao Juízo - Foto do Município de Pinhel

Visita Encenada ao Juízo - Foto do Município de Pinhel